Inverno exige cuidados especiais com a pele

Dermatologista da Monte Parnaso dá dicas para passar pela estação sem ter problemas de ressecamento e alergias 

Devido ao calor do verão, abusamos de hidratantes e protetores solares para cuidar bem da pele; já no inverno, essa atenção é deixada de lado, um erro muito comum, mas que pode trazer sérios problemas, pois é nesta estação onde a cautela é mais necessária. Devido ao frio e à queda na umidade, o corpo passa a transpirar menos, o que faz com que a pele fique ressecada. O tempo seco da estação faz com que os lábios fiquem mais ressecados, que tenhamos mais problemas de queda de cabelo e até crises alérgicas.

Segundo o Dr. Luciano Morgado, da Clínica Monte Parnaso, o melhor a fazer é prevenir e tentar se hidratar o máximo possível, mesmo quando o clima se encontra frio. No entanto, caso os cuidados iniciais não tenham sido tomados, e você já se encontre com problemas de pele seca ou com alergias, o indicado seria consultar um dermatologista. “O especialista fará uma avaliação na pele do paciente e prescreverá um hidratante ou filtro solar indicado para o tipo de pele do paciente. No caso de alergia de pele, o tratamento pode ser feito por remédios via oral ou por via tópica”, explica o dermatologista. Já para o cabelo, o Dr. Luciano indica a utilização de máscaras hidrantes, que impedirão que os cabelos fiquem secos e quebradiços.

Devido ao ressecamento da pele, é comum que as rugas e marcas de expressão fiquem mais visíveis, o que pode ser corrigido com cremes antirrugas ou até algum procedimento médico, como preenchimentos com poder de hidratação (Skinboosters),Botox ou Laser.

O Dr. Luciano Morgado dá algumas dicas para amenizar os efeitos do inverno e conseguir manter a saúde na pele e no cabelo.
Procure ingerir bastante líquido (água e sucos);
Evite banhos muito quentes e demorados, pois ressecam mais a pele;
Não use sabonete em toda a pele, pois eles ajudam a ressecar mais a pele. O indicado seria utilizá-los apenas nas áreas que produzem odor e que estão sujas;
Use cremes hidratantes prescritos pelo Dermatologista. Eles são adequados a cada tipo de pele e específicos para casos em que o paciente tenha algum tipo de alergia cutânea;
Mesmo não sendo uma estação de fortes raios solares, é importante continuar evitando o excesso de exposição solar, pois por menos que seja, também desidrata a pele, além de aumentar o risco do surgimento de manchas;
Passe o hidratante logo após sair do banho, ainda dentro do banheiro, pois a humidade da água faz com que ele seja melhor absorvido pela pele;
Use cremes para os pés, pois eles ajudam a evitar rachaduras;
Se alimente bem e com alimentos leves. Ficar internamente hidratado faz com que a pele fique mais bonita e radiante.

Tratamentos de Inverno

As mesmas condições que dificultam a hidratação da pele no inverno também fazem da estação a mais propícia para a realização de diversos tipos de tratamentos de pele. “Tratamentos com laser facial, laser para estrias e peelings químicos são mais indicados a serem feitos nessa época, pois normalmente os pacientes no inverno têm mais facilidade de se afastar da exposição solar, indo menos aos clubes, por exemplo. Estes são tratamentos que exigem que o paciente não se exponha ao sol nas duas semanas seguintes ao procedimento. Outro exemplo seria os tratamentos a laser, onde é importante que o paciente não esteja bronzeado na hora da realização do procedimento”, explica o Dr. Luciano Morgado.

Fonte: Redação.
Google Plus

Por Movimento dos Comunicadores do Brasil

Entender Condomínio

0 comentários:

Postar um comentário