Chuva inunda condomínio fechado em Valparaíso de Goiás

Moradores filmaram momento em que carros foram atingidos pela enxurrada. Avenida da cidade também foi coberta pela água e caminhão ficou bloqueado

Um condomínio fechado foi alagado durante a chuva do último fim de semana, em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Os moradores registraram o momento em que a água cobriu carros e alcançou mais de um metro de altura nas paredes das casas. Em uma avenida, que fica às margens da BR-040, um caminhão não conseguiu atravessar a enxurrada (veja vídeo acima).

A chuva ocorreu no sábado (21) e encobriu todos os carros que estavam estacionados na porta das casas. A operadora de caixa Carla Monalisa Costa disse que viveu momentos de pânico ao ficar presa dentro da própria residência. “Minha filha começou a chorar, não tinha como abrir a porta, pois a força da água era grande. Gritei socorro para o vizinho, que tirou minha filha pela janela. Foi horrível”, conta emocionada.

Carla afirma que, além do susto, teve prejuízos. Ela perdeu o videogame do filho, além do ferro de passar roupas e um tablet, que não funcionam mais.

Segundo ela, a água da chuva se misturou com o esgoto das casas, o que provocou um mal cheiro e o risco de contaminação.

A secretária Rosilene Vieira também ficou em pânico quando percebeu que a água estava atingindo mais de um metro de altura. “A gente viu os vizinhos tirando os outros pela janela, e não tinha como a gente sair, porque na nossa casa tem grade”, desabafa.

Além da perda de muitos eletrodomésticos, algumas casas ficaram destelhadas. O prejuízo ainda não foi contabilizado pelos moradores.

A Secretaria de Obras de Valparaíso de Goiás informou que a rede de galerias pluviais não suportou o volume da água da chuva e, por isso, inundações como esta aconteceram. O órgão garantiou que vai fazer uma operação de limpeza das bocas de lobo para evitar que o problema se repita.

Já a construtora responsável pelo condomínio foi procurada pela reportagem, mas não atendeu às ligações até esta publicação.


Google Plus

Por Movimento dos Comunicadores do Brasil

Entender Condomínio

0 comentários:

Postar um comentário